Implantação do Programa FAMÍLIA ACOLHEDORA é aprovado por Conselhos Municipais de Arenópolis

“Dar a crianças e adolescentes afastadas de sua família uma opção de acolhimento mais próxima ao cuidado de um lar. É esse o objetivo do programa Família Acolhedora, cuja regulamentação consta no projeto de lei de autoria do Poder Executivo”.

Segundo a Secretaria de Assistencial Social, Elaine da Silva Freitas, o programa não trata de adoção, mas de uma alternativa mais humanizada ao acolhimento em abrigos. As famílias participantes receberão ajuda de custo mensal no valor de 1.000,00 (um mil reais) por criança acolhida.
O Programa Família Acolhedora consiste em cadastrar e capacitar famílias da comunidade de Arenópolis para receberem em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes ou grupos de irmãos em situação de risco pessoal e social, dando-lhes acolhida, amparo, aceitação, amor e a possibilidade de convivência familiar e comunitária. A família de acolhimento representa a possibilidade de continuidade da convivência familiar em ambiente sadio para a criança ou adolescente.
O projeto “Serviço de Acolhimento Familiar Provisório” idealizado pela secretaria de Assistência Social, foi concluído pela Assistente Social Taynara Sardinha Santos e pelo Assessor Jurídico do Município Dr. José Geraldo Gomes Vasconcelos.

Esteve presente na reunião e aprovaram o projeto  o (Conselho Tutelar presidido pela Sra. Jordana Rodrigues de Paula, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente representado pela Vice Presidente Sra. Karla Beatriz Borges Ribeiro, Conselho Municipal de Assistência Social presidido pela Sra. Adaclecia Rodrigues de Sousa Silva, Secretaria Municipal de Educação representado pela Sra. Fernanda Christina Alves De Morais e Secretaria Municipal de Assistência Social representado pela primeira-dama Sra. Elaine da Silva Freitas).

O referido projeto será encaminhado a Câmara de Vereadores para conhecimento e votação.